Rio seco


em tudo
de algum jeito
minha lembranÁa
d·-me um jeito
de te lembrar.

se possĖvel pudesse
que assim n“o fosse
que visĖvel n“o visse
em cada vista
pista tua.

que meu tudo n“o tudo tu
haja vista que atČ meu nada
lembra lembranÁa nua
quando tu nadas e
leito eu.